Loading...

Pais a trabalhar em casa, professores a explicar a aula através de um ecrã, horas de educação física a fazer na sala de estar e, acima de tudo, sem reuniões com os amigos. Por quanto tempo mais isto vai continuar?

Com a incerteza de quando os alunos regressarão às escolas e que níveis de ensino ou faixas etárias voltarão primeiro às aulas, as famílias terão inevitavelmente de lidar com a rotina diária dos próximos meses, em que a maioria continuará em casa. Mesmo que as medidas mais extremas de isolamento devam afrouxar, durante muito tempo ainda teremos de evitar encontros, viagens, excursões, eventos, festas, etc. Moral: temos de nos habituar a um estilo de vida diferente, a uma "normalidade" diária para passar a maior parte do tempo em casa.

Pode parecer confuso e até frustrante para as crianças que a sua realidade pessoal tenha sido posta em suspenso indefinidamente. Para os pais, por outro lado, pode parecer impossível permanecer no isolamento, encontrar tempo para dar assistência aos mais pequenos, cozinhar, habituar-se ao smart work, fazer compras, telefonar aos avós para verificar se estão bem, manter-se em contacto com os amigos, ler as últimas notícias...a lista pode continuar e continuar!

"Como é que respeito uma rotina? Os meus filhos irão inevitavelmente perder parte do currículo acadêmico? Como posso mantê-los entretidos"? Estas são apenas algumas das questões que surgem na mente de muitos pais. Nestes tempos estranhos e incertos, temos de manter a estabilidade familiar, protegendo a nossa saúde física e mental!

  • #1 Missão Smart Work
  • #2 Regras de isolamento
  • #3 Criatividade em casa

#1 Missão Smart Work

Embora pareça difícil encontrar um equilíbrio entre a vida familiar e a vida profissional, principalmente quando estas duas realidades se juntam num só lugar, a missão pode parecer impossível. É fácil sentirmo-nos distraídos, desmotivados ou incapazes de dar a atenção certa a tudo e a todos, deixando espaço para sentimentos como a ansiedade, o estresse e a preocupação. Então, como lidar a longo prazo com o trabalho a partir de casa?

1. Honestidade com o chefe e os colegas de trabalho

Com as crianças em casa, tentar manter-se 100% concentrado nos projectos do trabalho, executando as tarefas de forma impecável, revela-se uma expectativa bastante irrealista, o que conduz a sentimentos de fracasso e incapacidade ao fim de apenas alguns dias.

Por conseguinte, é essencial fazer uma avaliação lúcida da sua situação e do tempo disponível, para que o seu bem-estar e o da sua família não sejam postos de lado. Honestidade e diálogo aberto com o seu chefe e equipa, uma definição clara de quando pode dedicar-se ao seu trabalho e quando terá de cuidar das crianças, a capacidade de dar prioridade a projectos essenciais, podem ser bons pontos de partida. Se vive com um parceiro, partilhe o dia com a pessoa que está a cuidar das crianças. Para os pais solteiros, seja aberto e honesto com a sua equipa de trabalho sobre a assistência decidida aos seus filhos por conta própria.

2. Do trabalho à família: faça uma lista!

Escrever uma ToDo list e incluir as tarefas que devem ser realizadas para o trabalho e para a casa/família ajuda a ter uma visão geral de todas as actividades a realizar; por exemplo: 1) Verificar os e-mails 2) Encomendar compras online 3) Preparar um lanche para as crianças. Durante o dia, assinale as coisas que completou. Isto reforçará tanto a sua satisfação em completar as actividades planeadas para o dia como a sensação de ter ganho o seu desafio pessoal contra o Covid-19: manter-se centrado, equilibrado e com objectivos a atingir! Antes de adormecer, ao relembrar o seu dia, poderá ver todas as coisas, grandes ou pequenas, que conseguiu completar.

Respeite as suas horas de trabalho sem exagerar. Por vezes pode sentir-se tentado a trabalhar mais tempo do que deveria - afinal, já está em casa mesmo e, então, porque não "terminar um e-mail ou organizar uma apresentação?". Nada disto! Faça da regra parar de trabalhar como se estivesse no escritório. Isto é importante para que tenha tempo necessário de descanso e para recarregar as suas baterias para o dia seguinte.

3) Espaço de trabalho separado

Se vive num apartamento bastante grande com vários quartos, tente separar o espaço em que trabalha do espaço em que decorrem as actividades familiares. Para apartamentos mais pequenos com apenas um quarto principal, mantenha o posto de trabalho de um lado e brinque com as crianças do outro!

Se os seus filhos já são grandes e avançam de forma independente com as suas lições e trabalhos de casa, crie uma "área de trabalho" para que todos possam partilhar. Para além de fazer as crianças compreenderem que é absolutamente necessário um espaço dedicado em que elas possam encontrar a atenção certa, também as ajudará a concentrarem-se, criando uma atmosfera de paz e sossego em que todos possam realizar os seus trabalhos de casa serenamente.

#2 Regras de Isolamento

1. Calendário para toda a família

As crianças ficam mais tranquilas com os hábitos, a familiaridade com os actos e tarefas diários que se repetem com regularidade, pelo que, mesmo nestes meses difíceis sem jardim-de-infância e sem escola, se estabelecem algumas regras básicas e uma rotina com horários fixos e actividades que se repetem periodicamente. Diferencie os dias da semana dos do fim-de-semana: durante a semana, acorde as crianças antes das 9 horas da manhã, mantendo o almoço, o jantar e a hora de dormir ao mesmo tempo e vista-as como se estivessem a sair. Nos fins-de-semana, por outro lado, seja um pouco mais flexível em relação ao horário que os seus filhos devem ir para a cama - e tudo bem passar o dia inteiro pijama - e, para divertir toda a sua família, organize actividades ou eventos especiais como pizza e noite de cinema no sábado! 😉

Além disso, neste período de confinamento em que toda a família está em casa, é também necessário - mais do que nunca - limpar um pouco a casa no final de cada dia, pelo que mais vale envolver os seus pequenos neste trabalho diário e torná-lo mais divertido (e educativo!). Aqui estão algumas dicas que como as crianças podem ajudar com as suas tarefas domésticas!

2. O Sino do Ensino em Casa

Talvez este seja realmente o maior de todos os desafios: ajudar os seus filhos a continuar os estudos seguindo o currículo acadêmico. Não se pode substituir os professores de repente! O que pode fazer é tentar recriar um horário escolar bem definido em casa - pausas regulares com tempo livre para brincar -, manter contacto regular com os professores, fazer uso dos muitos recursos de aprendizagem on-line e dar a si próprio a oportunidade de explorar tópicos e disciplinas de uma forma descontraída - graças a um bom filme, por exemplo. Além disso, também pode pensar em recorrer os tutores/professores/explicadores online que estão disponíveis para ajudar com os trabalhos de casa durante este período!

3. Palavra-passe: movimento!

A forma mais eficaz de conseguir que as crianças se movimentem o suficiente é limitar o tempo que utilizam os ecrãs - evitar passar o dia no sofá ou na cama, a ver televisão, a jogar jogos de vídeo. Os mais pequenos precisam de se mexer para descarregar as suas energias e dormir bem à noite, por isso precisamos de dedicar vários momentos do dia ao movimento, pensando em actividades físicas e lúdicas: concursos de dança, salto de corda, percursos de obstáculos com fita adesiva no chão, cobertores e almofadas, jogos de voleibol com balões (para evitar destruir a casa!) e, porque não, alguns exercícios de yoga. No YouTube há muitos vídeos dedicados à prática de yoga para crianças.

#3 Criatividade em casa

1. Imaginação e autonomia contra o aborrecimento

Muitas vezes temos dificuldade em propor jogos divertidos e originais aos nossos filhos durante as férias de verão, quanto mais num isolamento tão prolongado! Não se julgue a si próprio, afinal de contas é uma mãe (ou um pai!) e não um animador profissional. Embora actividades estruturadas e organizadas sejam sem dúvida importantes, existem também as vantagens de permitir que os seus filhos criem o seu próprio divertimento. Assim, pode propor às suas crianças que criem jogos e brincadeiras e elas terão de lhe mostrar o resultado final - como por exemplo uma construção de Lego ou um espectáculo para os pais (ou para os avós em vídeo-chamada).

#Dica da Yoopies: pegue um frasco que já não utiliza e escreva a frase "Estou entediado" na parte de fora. No início da semana, anote todas as actividades divertidas que lhe vêm à cabeça em pedaços de papel e coloque as ideias no frasco. Quando os seus filhos disserem: "Mãe, estou entediado", diga que podem ir buscar uma actividade ao frasco :)

2. Saudações virtuais à família e aos amigos

Muitas crianças sentem falta dos seus avós, primos ou amigos. Manter os canais de comunicação abertos é possível; temos muita sorte em viver num mundo onde a tecnologia nos une e onde ferramentas como Facebook, Whatsapp, Hangouts, Skype, Facetime e muitas outras podem ajudar-nos a manter os laços familiares e de amizade. Peça aos avós que leiam histórias para as crianças ao telefone ou ainda melhor por vídeo-chamada (para avós que sejam tecnologicamente activos!). Organize reuniões virtuais com os amigos ou talvez agende alguns aperitivos em vídeo :)

Este foi o conselho da Yoopies para melhor lidar com este período de isolamento e com a incerteza de quando a vida voltará "ao normal". Cada progenitor, no entanto, encontra métodos e estratégias diferentes que são mais adequados à sua família. O importante é não se deixar levar por sentimentos de ansiedade e preocupação (não é fácil, mas vamos tentar!) e acima de tudo tentar concentrar-se nas coisas positivas, especialmente na oportunidade de desfrutar de mais tempo com os seus pequenos!

Se precisa de inspiração para que as crianças mais velhas também estejam conscientes da situação actual que todos nós estamos a viver, sugerimos que leia o nosso guia infantil - COVID-19: O Coronavírus explicado às crianças!